Bolsonaro anuncia novo Ministro da Educação
8 de abril de 2019
Pai e filho são mortos em assalto a relojoaria em Estância Velha
11 de abril de 2019

Responsáveis pela morte de PM somam mais de 92 anos de condenações

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

 

O soldado Emerson Daltri Tadielo foi morto durante uma tentativa de assalto, na quinta-feira passada, na BR 386, em Triunfo. O policial estava em uma tenda às margens da rodovia, quando foi surpreendido pelos assaltantes, que pretendiam levar seu carro, uma caminhonete Ranger. Quando percebeu o assalto, o soldado sacou a arma e reagiu, mas a pistola .40, da Brigada Militar, negou fogo. O PM conseguiu dar um tiro, mas no segundo disparo, a bala ficou trancada.

Desde o assassinato do PM, uma força tarefa foi montada, coordenada pela PC de Triunfo. Os policias, através da inteligência chegaram aos autores da morte de Tadielo, sendo eles: Valmir Renner, vulgo Casão, 39 anos, é integrante de uma quadrilha de roubos apontado como um dos autores da morte do policial militar Emerson Daltri Tadielo. Condenado a 63 anos de cadeia, em processos nos municípios de Mondaí/SC e Feliz/RS, o assaltante cumpria pena no regime semiaberto do Presídio de Novo Hamburgo. Foi preso, por volta das 9 horas, ao deixar a casa prisional, na manhã do último sábado.

Somente em um processo, Casão foi condenado a 41 anos de reclusão. Foi por conta de uma investigação conjunta realizada pelas delegacias de São Sebastião do Caí e Feliz, entre 2009 e início de 2010. Casão era o líder de uma quadrilha de roubos, que agiu em mais de 20 oportunidades, nos municípios de Feliz, Bom Princípio, São Sebastião do Caí, Salvador do Sul e Portão. O grupo do assaltante foi monitorado pela polícia, por meio de escuta telefônica, o que permitiu a condenação do bando em 2011.

Além de Casão, foram presos Ernesto da Rosa Schorn, 36 anos, e Josias de Souza Silva, 27 anos. Schorn, que é “emenda” antiga de Casão, foi preso em frente ao presídio de São Leopoldo, no momento em que saia do local, onde também cumpre pena no semiaberto. O presidiário também está condenado a 29 anos de prisão por assaltos cometidos São Leopoldo, Feliz, Alto Feliz e Portão.

Com Silva, preso em casa, no município de Lajeado, os policiais encontraram uma pistola .40, dois revólveres calibre 38, 40 munições de calibre .40, 20 munições de calibre 38, 1kg de cocaína 250 gramas de maconha, duas balanças de precisão, rádios na frequência da polícia, entre outros objetos relacionados ao crime organizado.

O trio foi preso durante ação que iniciou às 6h30 do último sábado, com o cumprimento de mandados de busca e de prisão, em uma ação conjunta da Brigada Militar e da Polícia Civil de Triunfo. Foram cumpridos mandados em Novo Hamburgo, Portão, São Leopoldo e São Sebastião do Caí. Por último, perto das 11 horas, em Lajeado. Além de prender os homens, a polícia apreendeu o Ford Focus usado pelos assaltantes no crime. O carro foi encontrado na rua vereador Antônio Rodrigues da Rosa, bairro Boa Vista, no município de Portão.

Fonte: Jornal O Diário

Foto: PC

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.