No Ar :

Baixe nosso app

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Últimas Notícias:

Invalid or Broken rss link.

Mãe do bebê assassinado mentiu em depoimento e pode estar envolvida no crime

Uma reviravolta no caso do padrasto que matou o enteado no município de Erechim surpreendeu a polícia e a comunidade erechinense.

O padrasto, de 42 anos é apontado de matar seu enteado, de 9 meses, no município de Erechim. O crime ocorreu no bairro Aeroporto e o bebê chegou a ser encaminhado para atendimento médico na Fundação Hospitalar Santa Terezinha.

A mulher, primeiramente relatou à polícia que saiu para buscar leite na casa de um pastor e quando retornou para casa encontrou seu bebê desacordado na cama.

Ainda conforme ela, a criança foi encaminhada ao atendimento médico por um casal, que atendeu o pedido de socorro dela em via pública.

O padrasto foi preso pela Brigada Militar pouco mais de meia hora depois do crime ocorrer. Ele foi apontado como assassino.

O homem preso relatou para a polícia que a mulher não saiu de casa para pegar leite com o pastor, mas sim para comprar drogas e usar com ele. Ele negou ter matado a criança, mas a polícia acredita que a versão dele não seja verdadeira.

Na última intimação da mulher, ela acabou confessando que realmente sai de casa para comprar drogas. A Polícia tem 10 dias para concluir o Inquérito Policial.

A mãe da criança também é suspeita da polícia de ter participado do crime. Dessa forma, ela permanece na Delegacia e Polícia Civil.

Informações: Rádio Planalto