No Ar :

Baixe nosso app

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Últimas Notícias:

Invalid or Broken rss link.

Rio Grande do Sul sedia evento nacional sobre desastres e emergências

O Rio Grande do Sul sediará, nos próximos dias, evento nacional da área de segurança e prevenção de desastres, incêndios e emergências. A 21ª edição do Senabom (Seminário Nacional de Bombeiros) deve reunir cerca de 2 mil profissionais, no Serra Park, em Gramado, entre quarta (04) e sexta-feira (06).

Voltado ao aprimoramento técnico dos profissionais que atuam na prevenção de sinistros, o Senabom ocorre anualmente em um estado da Federação previamente designado. Em 2023, o evento retorna ao Rio Grande do Sul após 20 anos de sua primeira edição em solo gaúcho. O Estado se voluntariou para receber a edição deste ano.

O objetivo do Senabom é contribuir para que os profissionais da área, em especial bombeiros e resgatistas, estejam mais bem preparados para prevenir e enfrentar cenários complexos. Diante dos eventos climáticos adversos que têm acometido o Rio Grande do Sul nos últimos anos, o aperfeiçoamento técnico é considerado peça-chave para ampliar a capacidade de resposta e a mitigação de danos. Em situações de crise, essa expertise é essencial para o planejamento e a coordenação de operações de resgate, evacuação e assistência às vítimas.

O secretário da Segurança Pública, Sandro Caron, comentou a importância do evento para promover avanços na prevenção e resposta a emergências. “Ao sediar o Senabom, o Corpo de Bombeiros do Estado reforça o compromisso de sempre buscar o aperfeiçoando para bem servir à população gaúcha”, afirmou.

O comandante-geral do CBMRS (Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Sul), coronel Eduardo Estêvam Camargo Rodrigues, ressaltou que o Senabom permitirá a integração entre bombeiros militares e especialistas de diversas áreas. “Integração, preparação e aprimoramento para salvar, esse é o objetivo, principalmente considerando os últimos eventos climáticos que assolaram o nosso Estado”, destacou.

O seminário está sendo coordenado pelo CBMRS. As atividades contarão com a participação de integrantes dos Corpos de Bombeiros Militares do Brasil e de países da América Latina, agentes de defesa civil, bombeiros civis, brigadistas, engenheiros, arquitetos, socorristas e demais profissionais ligados à área da saúde, executivos da indústria, pesquisadores e estudantes de áreas afins.

Serão mais de 20 palestrantes, que abordarão temas como gestão de desastre, com palestras especiais sobre o incidente de Brumadinho (MG) e o terremoto na Turquia. Também serão discutidos combate e perícia de incêndio, abordagem técnica à tentativa de suicídio, salvamento aquático e resgate veicular.

Além das palestras, o seminário terá apresentação de trabalhos técnico-científicos, reunião de 11 comitês nacionais de salvamento, Certificação Nacional de Cães de Busca e Resgate, Certificação Nacional em Perícia de Incêndio, Encontro Nacional de Mergulhadores de Busca e Resgate, 6º Desafio Nacional de Resgate Veicular e a tradicional Prova Bombeiro de Aço.

Eventos conjuntos

Simultaneamente ao Senabom, ocorrerão a Feira Internacional de Prevenção de Incêndios e Emergências e a 1ª edição do Sis (Simpósio de Integração e Inovação em Segurança Contra Incêndio).

O Sis reunirá profissionais, especialistas e autoridades acadêmicas em segurança contra incêndio, desde projetistas até responsáveis pela regulamentação e fiscalização. Por meio de palestras, minicursos e discussões, o simpósio abordará maneiras inovadoras de prevenir, combater e gerenciar incêndios.

O simpósio, que contará com mais de 10 especialistas, incluindo palestrantes dos Estados Unidos e Costa Rica, é promovido pelo CBMRS, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Universidade Federal de Santa Maria e Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

Na Fipie, serão apresentados produtos e tecnologias inovadoras para melhorar a prevenção e resposta a incêndios e emergências. Contando com mais de 40 expositores, a mostra exibirá viaturas, sistemas de comunicação de emergência e equipamentos de resgate de última geração, que aumentam a eficiência das operações em situações de crise.

Fonte: O Sul