No Ar :

Baixe nosso app

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Últimas Notícias:

Invalid or Broken rss link.

Casa do Chefe da Estação da Cultura, em Montenegro, será inaugurada em breve

A antiga Casa do Chefe da Estação, que servia de moradia para quem controlava a chegada e partida dos trens da Estação Férrea de Montenegro, volta a ter vida. Localizado na parte dos fundos do complexo da Estação da Cultura (antiga Estação Férrea), o espaço, agora recuperado, simboliza a conclusão do projeto de restauração do patrimônio e da história de Montenegro. A restauração contou com apoio da Braskem via Lei de Incentivo à Cultura.

A Estação da Cultura tornou-se icônica para Montenegro e um dos lugares mais queridos dos moradores. Inaugurada em 1909 e tombada pelo patrimônio histórico estadual em 1983, a antiga Estação aos poucos recuperou seus traços originais e transformou-se em referência cultural e ponto de encontro e lazer. O local passou a ser uma boa opção para a realização de eventos públicos e privados.

Com recursos da Braskem, o projeto de restauração foi desenvolvido em quatro etapas e a última contemplou a Casa do Chefe da Estação, inaugurada nesta sexta-feira, 27/11. O local renasce revigorado com um salão para cerca de 80 pessoas e mais salas, que poderão ser utilizadas para diversas atividades.

Na nova Casa do Chefe poderão ocorrer palestras, reuniões, oficinas e apresentações culturais. Também terá banheiros externos, que poderão ser utilizados pelos visitantes, inclusive em eventos, o que era uma das maiores carências do complexo da Estação. Dentro do projeto de sustentabilidade, foram instaladas 56 placas fotovoltaicas, gerando energia limpa e uma economia de 98%, tornando todo o complexo da Estação da Cultura autossuficiente em energia. A restauração do complexo da Estação da Cultura é coordenada pela Entidade de Filantropia, Cultura e Arte (Efica), formada por senhoras da sociedade.

A Braskem investiu mais de 600 mil reais no projeto, que foi somado à contrapartida do município. Nas quatro etapas, a empresa investiu cerca de 3,6 milhões de reais. O gerente de Relações Institucionais da Braskem no RS, Daniel Fleischer, comemora a conclusão deste trabalho de resgate histórico das origens de uma cidade que sempre esteve atenta ao desenvolvimento econômico e social de sua comunidade. “O que mais nos alegra é ver o quanto os moradores daqui já estavam, até começar a pandemia, usufruindo do local. Com tudo pronto, a Estação fica ainda mais bonita e convidativa para desenvolvimento de projetos que também apoiem a sua sustentabilidade” afirma.

“É uma grande alegria poder entregar mais um espaço Cultural desse porte, onde acontecerão oficinas de arte e artesanato e outras atividades abertas ao público. As novas instalações da Casa do Chefe ainda poderão receber reuniões e palestras. Estamos muito animados com toda a contribuição que tivemos em mais esse passo no resgate da história de Montenegro”, afirma Clarice Biehl, presidente da EFICA.

Sobre a Braskem

Com uma visão de futuro global, orientada para as pessoas e para a sustentabilidade, a Braskem está engajada em contribuir com a cadeia de valor para o fortalecimento da Economia Circular. Os 8 mil Integrantes da petroquímica dedicam-se diariamente para melhorar a vida das pessoas por meio de soluções sustentáveis da química e do plástico. A Braskem possui DNA inovador e um completo portfólio de resinas plásticas e produtos químicos para diversos segmentos, como embalagens alimentícias, construção civil, industrial, automotivo, agronegócio, saúde e higiene, entre outros. Com 40 unidades industriais no Brasil, EUA, México e Alemanha e receita líquida de R$ 52,3 bilhões (US$ 13,2 bilhões), a companhia exporta seus produtos para Clientes em mais de 100 países.

GPC/BRASKEM