No Ar :

Baixe nosso app

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Últimas Notícias:

Invalid or Broken rss link.

BRDE aporta R$ 851 milhões de recursos próprios para fortalecer atividade econômica na pandemia

A partir de um fundo constituído de recursos próprios com o propósito de fortalecer as atividades de empresas, produtores rurais e cooperativas, o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) alcançou a cifra de R$ 851,7 milhões em contratos de financiamento em plena crise provocada pela pandemia de Covid-19.

Através do programa BRDE Promove Sul, o banco procurou fomentar o desenvolvimento produtivo, sustentável e social nos três Estados do Sul a partir de prioridades identificadas pelos governos do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná.

“De um total de R$ 900 milhões disponibilizados, conseguimos em um ano de programa contratar 94% do fundo, o que reforça o papel estratégico do banco neste momento de tantos desafios”, destacou a diretora-presidente, Leany Lemos.

O BRDE Promove Sul destinou R$ 300 milhões a cada um dos três Estados, com oferta de crédito de longo prazo para aumentar a capacidade de investimento dos empreendedores e, desta maneira, gerar renda e manter empregos.

Do valor destinado ao Rio Grande do Sul, foram contratados R$ 297 milhões até a última semana. O programa priorizou financiar iniciativas de modernização e expansão da atividade produtiva (investimentos em ativos fixos e capital de giro associado) e de inovação ou atualização tecnológica, além de projetos para ampliação da capacidade de armazenagem de grãos no estado (cooperativas e empresas cerealistas).

Outro foco do BRDE Promove Sul é o apoio a projetos sustentáveis com foco em geração de energias renováveis, tratamento de efluentes e de dejetos, compostagem e reciclagem, captação, armazenamento e distribuição de água.

Crédito emergencial

Grande parte dos valores financiados através do programa se transformaram, em outra frente de atuação BRDE, numa linha emergencial de crédito com objetivo de auxiliar na recuperação da economia diante dos impactos da pandemia de Covid-19.

Por intermédio do Recupera Sul, oferecendo para capital de giro na modalidade de microcrédito (através de parceiros operacionais) e crédito empresarial de forma direta, o banco já ultrapassou a cifra de R$ 520 milhões em operações nos três Estados do Sul.

Neste período, empresas gaúchas já contrataram R$ 174 milhões através do programa BRDE Recupera Sul. Foram 328 operações realizadas no período. Entre os setores que sofreram as maiores restrições por conta da necessidade de conter o avanço do contágio do coronavírus, empresas ligadas ao turismo do RS respondem por pouco mais de R$ 20,2 milhões do total das operações.

No segmento da gastronomia (restaurantes), o crédito liberado já alcança R$ 11,3 milhões. Ao longo do ano passado, o BRDE alcançou resultados históricos. Com um crescimento nominal na ordem de 34% na comparação ao ano anterior, as operações de financiamento para apoiar diferentes setores da economia atingiram R$ 3,315 bilhões.

Nesse período, foram firmados 4.375 contratos nos três Estados onde o banco atua.

Texto: Pepo Kerschner/Ascom BRDE
Edição: Marcelo Flach/Secom